Meu Diário
28/09/2018 17h05
Eleição presidencial no Brasil divide eleitores em dois blocos: direita e esquerda

Na eleição presidencial brasileira, há candidatos que se apresentam como "de centro", todavia os eleitores estão claramente divididos entre duas correntes: "direita e esquerda." Os principais candidatos de esquerda estão abrigados nas siglas do PT, PDT e PSOL. Os "de direita" nas siglas od PSL , NOVO, Podemos e Patriota. 

Segundo os institutos de pesquisa um candidato da "direita", Jair Bolsonaro, e Fernando Haddad , do PT, devem decidir a eleição no segundo turno.

Haddad é o candidato lançado pelo ex-presidente Lula que se encontra preso tendo sido condenado a 12 anos e um mês de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Por causa da condenação, Lula se tornou inelegível e por isso indicou o petista Haddad para substituí-lo. Da prisão, o ex-presidente comanda a campanha eleitoral de seu substituto.

Jair Bolsonaro, do partido PSL, é o candidato da "direita" que tem apoio das forças policiasi, igrejas evangélicas e parte de católicos e eleitores decepcionados ,com a corrupção que dominou a política brasileira nas últimas três décadas, especialmente no governo do Partido dos trabalhadores. Um fato que chama atenção na eleição foi a divisão das eleitoras em dois grupos - parte delas apoia Bolsonaro e outra parte , formada principalmente por LGBTs, feministas e militantes de esquerda , que criaram na internet o "movimento "Ele Não" no qual tentam mobilizar as mulheres para rejeitar Jair Bolsonaro e votar no candidato do ex-presidente Lula. Por outro lado, as mulheres que apoiam Bolsonaro , criaram também na internet, o movimento "Ele Sim" para se contrapor às mulheres que apoiam o presidiário Lula e o candidato dele, Fernando Haddad. 

O primeiro turno das eleições brasileiras ocorrem no dia 07 de outubro de 2018.


Publicado por Marcos Antonio Vasconcelos em 28/09/2018 às 17h05
 
28/09/2018 16h56
O problema mais grave do Brasil é o fato de o país estar nas "mãos do crime"

O problema mais grave do país não é a economia,saúde ou educação, mas a violência desenfreada que domina o Brasil.

De que adianta reequilibrar a economia, gerar empregos, melhorar a saúde, a educação se a pessoa sai para a escola ou  trabalho e não sabe se volta viva?


Publicado por Marcos Antonio Vasconcelos em 28/09/2018 às 16h56
 
27/09/2018 15h58
Passado , presente e futuro estão interligados

O que fazemos no presente tem relação com o que fizemos “lá atrás”. O futuro será o resultado daquilo que realizamos no presente. 

A sociedade desajustada parece sugerir que é reflexo da quebra de padrão ocorrida no passado. Bem no início de tudo, algo “saiu do lugar” provocando desequilíbrio. Precisamos recuar no passado para tentar identificar o que deu errado a fim de corrigir no presente o que deu errado lá! 

 


Publicado por Marcos Antonio Vasconcelos em 27/09/2018 às 15h58
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
 
09/09/2018 13h43
Não há neutralidade "no campo político-ideológico"

Segundo ideólogos da Sociologia, existe basicamente três posições políco-ideológicas: direita, centro e esquerda. Porém, na prática a neutralidade acaba sendo um comportamento surreal. Ou a pessoa é "de direita" ou é "de esquerda".

Se uma pessoa que se diz ser "de centro" recussse ao perído do Regime Militar (1964-1985),ela seria a favor do Regime Militar ou a favor da aliança  dos partidos de esquerda que se opunham aos militares? Em situações assim, de caos social, a pessoa é conduzida pelo contexto a tomar uma direção.

Conheço pessolamente muitos admiradores de Fidel Castro que afirmam não haver "esquerda" nem "direita". Fazem questão de dizer: "não me rotule", mas detestam Trump! 

 

Marcos Antonio Vasconcelos Rodrigues 

 

 


Publicado por Marcos Antonio Vasconcelos em 09/09/2018 às 13h43
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
 
09/09/2018 13h05
A posição ideológica "sou de centro" é questionável

Qualquer  ideologia ou expressão de ideias é sustentada por um sistemma de pensamento elaborado por uma ou várias pessoas.O Budismo é sustentado pelas ideias de Buda; o cristianismo tem suporte nas ideias do Velho e Novo Testamentoe na tradição judaico-cristã; a ideologia socialista ou dela derivada tem origem nos escritos Marx, Engels e Lenin. E assim, por diante. Ou seja, todas as ideias que defendemos tèm origem em "bilbiografias" 


Publicado por Marcos Antonio Vasconcelos em 09/09/2018 às 13h05



Página 8 de 52 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]