Textos

Futebol: A IRRACIONALIDADE DO PAGAMENTO DE SALÁRIOS ASTRONÔMICOS A TÉCNICOS DE FUTEBOL
A IRRACIONALIDADE DO PAGAMENTO DE SALÁRIOS ASTRONÔMICOS A TÉCNICOS DE FUTEBOL

A irracionalidade do pagamento de salários exorbitantes a técnicos de futebol ( incluindo toda a Comissão Técnica) tem sido uma das razões para a "quebradeira" dos grandes clubes brasileiros.
Ora, a Comissão Técnica não é diretamente responsável pelo sucesso do time que dirige , já que o bom desempenho com a consequente conquista de títulos , depende basicamente da qualidade do elenco que o treinador tem a seu dispor , então por que os grandes clubes brasileiros insistem em continuar pagando salários astronômicos a técnicos de futebol , inclusive ,  totalmente fora da realidade da condição financeira desses clubes? Listo um exemplo:

Segundo o Blog do Guilherme Amado - Revista Época- o técnico Jorge Jesus , do Flamengo, recebe anualmente 3, 5 milhões líquidos ( afora as obrigações trabalhistas e premiações) de euros, além de um apartamento luxuosíssimo pago pelo clube na Barra da Tijuca.
Cada membro da Comissão Técnica recebe por ano 1,2 milhão de euros líquidos , mais um apartamento no mesmo condomínio do Jorge Jesus.
O valor do euro de hoje ( 06/01/2020) equivale a 4, 55 ( quatro reais e cinquenta e cinco centavos) . Jorge recebe  291, 6 mil euros por mês.
Lembrando que todos os grandes clubes possuem dívidas astronômicas!
Lembramos , ainda,  que somente em 2019 , o Cruzeiro acumulou dívida de 4 milhões de reais com técnicos de futebol. Pior é que nenhum deles conseguiu salvar a Raposa do rebaixamento. É mais um exemplo de que o sucesso do time não depende somente da Comissão Técnica.
     Alguns podem argumentar: - mas todos os grandes centros do futebol  mundial, incluindo os que são emergentes nesse esporte como a China , investem somas astronômicas na contratação de jogadores e comissões técnicas? Sim, é verdade, mas é coerente que  não esqueçamos de que os grandes clubes europeus e demais países que estão investindo "pesado" no futebol possuem gestores altamente profissionais que trabalham o futebol como um grande negócio. Tomemos como exemplo o faturamento do Barcelona, Liverpool e Flamengo em um dos torneios importantes dos quais participaram: pela participação apenas  na Champions League 2018/ 2019 , o Barcelona recebeu 117 milhões de euros ( 532 milhões de reais) , o Liverpool recebeu 111 milhões de euros (502 milhões de reais). O Flamengo que conquistou a Libertadores 2019 recebeu  US$ 19 milhões de dólares ( 77 , 5 milhões de reais). O Barcelona finalizou  a temporada 2018/2019  faturando o equivalente a  R$ 4,15 bilhões de reais. Seus gastos e investimentos também são astronômicos , todavia o clube catalão sempre termina suas temporadas no azul e não tem dívidas acumuladas como todos os grandes times brasileiros. Enquanto o Barcelona lucrou na temporada 2019 , o Flamengo teve um acréscimo em sua dívida de  R$ 80 milhões. A dívida rubro-negra já era de R$ 478 milhões. Se o flamengo e demais grandes clubes brasileiros não possuem aporte financeiro equivalente ao Barcelona e demais grandes clubes da Europa como se atreve a investir milhões de euros numa Comissão Técnica? Sem se falar que o Flamengo possui uma grande dívida e que tende a crescer conforme foi mostrado.
     O mais sensato não seria ,  inicialmente , procurar equilíbrio entre receitas e despesas?
Marcos Antonio Vasconcelos
Enviado por Marcos Antonio Vasconcelos em 06/01/2020
Alterado em 06/01/2020
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários